Dia de acertar

01abr11

O meu coração cansado

Segue errando, segue errado

Cambaleando vai

Ansiando pelo dia de acertar

Enquanto o dia não vem

Vou tentando, vou tentar

Amar, perdoar

Fazer o bem

Até acertar

Mariana Gomes


Não vou voltar ao que era antes

Sigo olhando pra frente

Vou firmando meus pés sobre as pegadas que deixou

Não vou voltar ao que um dia fui

Meu passado abandonei

De Suas mãos eu recebi nova chance pra recomeçar

 

Tudo se fez novo e é por causa dEle

Por causa do seu amor

Nova criatura sou

Não olho mais pra trás

Seguir em frente eu vou

Mariana Gomes


“Se a velha fórmula do final dos contos de fada ‘…e viveram felizes para sempre’ for entendida como ‘e nos próximos cinquenta anos seguintes eles se sentiram exatamente da mesma forma como se sentiram um dia antes do casamento’, então ela está dizendo algo que provavelmente nunca foi e nunca será verdade, e que, inclusive, seria altamente indesejável se o fosse. Quem suportaria viver nessa excitação toda por cinco anos? O que seria do seu trabalho, do seu apetite, do seu sono, das suas amizades? Mas, é claro, deixar de ‘estar apaixonado’ não significa necessariamente deixar de amar. O amor, nesse segundo sentido- o amor como algo diferente de ‘estar apaixonado’- não é um simples sentimento. Trata- se de uma unidade profunda, alimentada pela vontade deliberadamente fortalecida pelo hábito; reforçada (nos casamentos cristãos) pela graça que ambos os parceiros pedem e recebem de Deus. Os cônjuges podem alimentar esse tipo de amor um pelo outro mesmo naqueles momentos em que não se gostam; assim como você se ama, mesmo quando não gosta de si (…) o ‘estar apaixonado’ os levou a jurar fidelidade; esse outro amor mais calmo os capacita a cumprir a promessa. É esse amor que mantém a máquina do casamento ativa; o estar apaixonado foi a ignição que lhe deu partida.”

C. S. Lewis

retirado do blog da Sarah


Viver é muito perigoso. Porque aprender a viver é que é o viver mesmo… Travessia perigosa, mas é o da vida. Sertão que se alteia e abaixa… O mais difícil não é um ser bom e proceder honesto, dificultoso mesmo, é um saber definido o que quer, e ter o poder de ir até o rabo da palavra.

Viver é muito perigoso, dizia Guimarães Rosa pela boca do memorável Riobaldo. A vida tem mesmo seus altos e baixos e, além da dificuldade de saber a direção, falta a cada um a força e a competência de seguir em frente. Os obstáculos se multiplicam. A vida é contingente: cheia de imprevistos e surpresas, boas e ruins. Uma proposta para morar longe, um diagnóstico inesperado, a chegada de um bebê, um assalto, um desmoronamento, o cancelamento do voo, a festa de aniversário, os amigos ao redor da mesa, a demissão inesperada. Além disso, a doença da mãe, o imposto de renda, as aventuras dos filhos e o sobrepeso, obesidade mesmo, denunciada pelo espelho e pala calça que já não se usa mais. E tem também a teimosia dos vícios, as dores da alma, a insegurança emocional, os conflitos relacionais, a culpa, o medo, a ansiedade, a síndrome do pânico – ai que medo. Tem que arrumar o quarto, buscar a roupa na lavanderia, votar para presidente e superar o divórcio. O show não pode parar. E porque viver é muito perigoso, aprender a viver é imperativo.

Como enfrentar a travessia? Já que navegar é preciso e viver não é preciso, como dizia o poeta português.Viver é necessário. É preciso viver, não há que desistir da vida. Mas viver é perigoso, justamente porque não é preciso – não é exato. Não é possível singrar a vida como quem corta os mares. A gente quer ter voz ativa, no nosso destino mandar, mas eis que chega a roda viva e carrega o destino pra lá, disse o Chico brasileiro.

Acho que foi por isso que o sábio Salomão começou a escrever seu Eclesiastes. Queria aprender a viver. Dedicou o coração para saber, inquirir e buscar a sabedoria e a razão das coisas. E concluiu que a verdade está no distante e profundo. A vida é mistério. Viver continuará sendo sempre perigoso.
Então apareceu Jesus. Não negou a contingência da vida, nem iludiu os seus com promessas falsas e fantasiosas. Mas apontou um caminho. Apresentou seu Pai aos homens e os homens ao seu Pai. Autorizou todo mundo a buscar, usar e abusar de seu Pai.
Jesus disse a todos: Chamem pelo Abba. Ele os ouvirá. Falem com Ele em meu nome. Batam na porta. Busquem. Peçam. Gritem. Importunem meu Pai, de dia e de noite. A porta se abrirá. Vocês acharão o meu Pai. Vocês receberão respostas. Serão recompensados pela sua busca, jamais ficarão sem galardão. Meu Pai é atento e cuidadoso. Meu Pai é bom. Meu Pai é amor. Não tenham medo dele. Não se escondam dele. Não fujam dele. Corram para os braços dele. Ele cuida de flores e passarinhos. Vai cuidar de vocês. Sigam os Seus passos. Foi o que fiz. Fechem a porta do quarto e façam suas orações. Eu atravessei a vida de joelhos. E venci. Eu venci o mundo, eu venci o mal, eu venci a morte. E vocês também poderão vencer. Não desistam. Não tenham medo. Viver é perigoso. Mas a graça do meu Pai é maior que a vida.

(Ed René Kivitz – 2010 – www.ibab.com.br) via email recebido de @karenbomilcar


Eis aqui meu coração
Machucado, envelhecido pela vida
Ele, que já foi feliz,
Hoje é só cicatriz, rancor
Ausência e dor,
Sofrer sem fim, temor em mim
Tens, ó Deus, meu coração
Pra fazer dele o que bem quiseres
Só o calor de Tuas mãos
O fará reviver, reluzir, renascer
Sob o Teu bem querer, Senhor

João Alexandre


Paraíso

07jan10

Eu sonhei com seus campos em flor
E corria debaixo do sol
E sentia na brisa o salgado do mar
E os respingos das ondas na orla a quebrar
Era música o balanço das árvores
Era som recheado de cor
E nas almas, canção
Feita de riso e calor
Que brotava dos corações
Paraíso, paraíso…
Um lugar com que eu já sonhei
Paraíso, paraíso…
de que tanto já ouvi falar
Paraíso, paraíso…
Onde quero estar,
no seu verde deitar,
do teu azul beber,
novos tons perceber
Paraíso, paraíso…
conhecer


Se for para ser feliz

que seja agora o meu sim

para esta condição

Sem olhar para frente ou para trás

Sem pensar no amanhã

Sem chorar pelo que passou

Olhos fixos no céu

Sem insistir no “se”

Sem ansear pelo que comer ou vestir

Confiante que alguém maior cuida de mim

Se for para ser feliz

que eu comece pela manhã

E que eu seja como o girassol

que se guia pela luz

sem hesitar em prosseguir

por onde o sol com cuidado o conduz

Se for para ser feliz

que não se finde ao entardecer

Mas quando anoitecer

que me venha ao coração

a doce lembrança de que

mesmo quando o choro vem

a tua alegria me encontrará pela manhã

Seja Deus o sol no meu viver

E que o Teu calor venha me inundar

Guardando ao coração

que se é para ser feliz

a única opção é a Ti seguir


A seu tempo

19nov09

O tempo que não pára, não perdoa, que não volta atrás

O tempo que desgasta a cor,

que afrouxa o nó e que o pó alastra

É o mesmo tempo que esvanece a dor,

cicatriza o corte, recompõe a alma.

É o tempo que dá voltas,

e em seu giro conta as horas para cada ocasião

certa ao coração do Pai.

Porque tudo faz a seu tempo

e em seu tempo há o alento

de que tudo está em seu lugar.

Pois não há botão de flor

que debaixo desse céu

em hora errada possa desabrochar.

Seja a vida, seja a morte,

a semente ou a colheita,

Seja o luto ou seja a cura,

que se derrube ou se construa

seja lágrima, seja o riso,

que se dance ou se chore,

seja o abraço contido

ou abraço que demore.

Seja o rasgo ou o remendo,

O silêncio ou a palavra

Seja amor ou desamor

Seja paz ou seja espada.

Tudo a seu tempo vem mostrar

que a seu tempo Deus fará

obra certa, hora certa

Tudo em seu lugar.


Pedaços

16out09

Eu quero encontrar

mais pedacinhos de mim

Escondidos em você

Como um beijo escrito

num pedaço de papel

Eu quero te achar escondido entre uma foto e o som

Dizendo insano relatos de amor

Cantando memórias de mim e o que sou

Dobrados em quatro

Tons de preto e azul

Escondidos, ansiosos

Entre meias, gavetas

Palavras inteiras

Pedaços de mim


Ser simples

14jul09

Eu quero ser simples
como um sorriso
E com simplicidade
quero sorrir

Quero viver uma vida simples
E com simplicidade demonstrar
que se pode viver
a complexidade do amor de Cristo

Eu quero a simplicidade da pomba
E que meu andar seja simples
E meu voar seja eterno

Eu quero ser simples
De agir simples
Mas que na minha simplicidade
se possa entender a profundidade
do amor de Cristo

E que meu falar seja simples
como as notas da cantiga de criança
E meu cantar fale de coisas simples como amar

Eu quero ser simples
como uma explicação
E que o amor seja a solução
para a equação difícil de entender

Que eu seja simples
Sem complicar
Como um sorriso
Simples